Proposta Única de Valor Quest #4 Definição de valores únicos, que apenas a proposta em desenvolvimento conseguirá entregar para os usuários e/ou consumidores

Identificação dos valores essenciais para a solução que será desenvolvida. Valores e elementos que a tornarão uma solução singular, única. Esta quest exigirá que o grupo discuta profundamente suas observações até o momento, analise as opções e oportunidades presentes naquilo que já levantaram, e tomem uma decisão cerca de qual aspecto/campo irão dedicar esforços para criar inovação.

A inovação real não se desenvolve em cima de suposições. É fundamental que os grupos trabalhem em cima daquilo que conseguiram juntar evidências concretas e conhecimento empírico até o presente momento. Um artefato que faça exatamente o que tantos outros já fazem, e entregue exatamente o que tantos outros já entregam, dificilmente será inovador, ainda que o grupo acredite que é capaz de fazer algo melhor (mais bonito, mais fluido, mais rápido) do que aquilo que está disponível. A inovação virá através de artefatos diferentes, que entreguem valores diferentes, ou que realizem as suas atividades de maneira diferente dos demais; o esforço desta quest é, justamente, identificar o que faz a sua solução, diferente.

Questões

1. Qual oportunidade é a mais relevante? Onde o grupo decidiu investir seu esforço?
Ex: dispositivo sonoro de condução óssea para tornar lúdica a atividade física em espaços públicos.

2. Por que ela seria a mais relevante? Quais são as evidências que mostram isso?
Ex: nas 51 entrevistas que realizamos com esportistas amadores e pessoas realizando atividade física, foi apontado que o que mais os desmotiva é que a atividade se torna repetitiva e monótona. As gambiarras utilizadas são tentativas de manter a atividade interessante no dia-a-dia.

3. Qual é sua proposta única de valor, e para quem (usuário, cliente, ou os dois)? Quais valores somente a sua solução irá entregar? O que a torna única? O que nenhum concorrente tem?
Ex: experiência lúdica transformando a atividade física em uma diversão/brincadeira, mas não em uma competição ou jogo.


Modelo de apresentação da Quest #4
goo.gl/XpT013L

Atenção

As decisões tomadas nesse momento não são definitivas; na verdade, é muito comum que sejam revistas e modificadas nas etapas posteriores, e, em alguns poucos casos, abandonadas e prol de um outro projeto. Não tome nenhuma escolha como algo irreversível, mas também não faça escolhas de forma inconsequente ou sem a devida discussão e reflexão necessárias, pois isso só fará o grupo perder tempo precioso para o projeto. Escolhas erradas se tornam aprendizado; escolhas impensadas, feitas apenas para se livrar de uma tarefa imediata, se tornam uma bola de neve de problemas.

Materiais de aula


Proposta única de valor

Explicação sobre o que é proposta única de valor

Perguntas Frequentes

Me sinto muito perdido na minha equipe... Há colegas sobrecarregados, e outros que não estão fazendo nada. O que cada aluno deve fazer no trabalho?

Se você está se sentindo um pouco perdido, é porque um dos desafios de Projetão é trabalhar em equipes grandes que precisam se auto-gerenciar; ninguém irá gerenciar a equipe externamente, e nenhum professor irá lhe dizer o que, quando ou como fazer alguma coisa necessária no projeto do seu grupo. Existe um motivo para isso: no "mundo real" as coisas são assim, e saber lidar com o trabalho desta forma é uma competência que precisa ser aprendida (isso não é uma coisa que acontece naturalmente e sem esforço). Projetão é a oportunidade de aprender a lidar com isso, e este aprendizando não se encerra aqui, pois saber trabalhar com outras pessoas (especialmente, com pessoas que pensam de forma diferente) será sempre um desafio.
Duas questões são essenciais para que as pessoas não fiquem perdidas:
1. Para que cada um possa trabalhar com autonomia, precisam ficar claros os papeis e responsabilidades: quem é o gerente de projeto da equipe? quem é o gerente de tecnologia? quem é responsável pela comunicação e apresentação? quem é responsável pelo relacionamento com os usuários e a comunidade de testes?
2. A colaboração precisa ser ativa: ainda que você não entenda, por exemplo, de design, você pode ajudar e construí-lo. Ninguém é um profundo especialista em nada em uma Startup, e todos se ajudam. Mantenha uma atitude aberta e diposta, mas não fique esperando que alguém lhe diga o que fazer. Se algo não esta sendo feito, vá lá e faça você mesmo; na pior hipótese, outros irão melhorar aquilo que você já começou.

O ambiente da minha equipe está tóxico. Há muito conflito e muita discussão. Não me sinto ouvido. Posso sair da equipe?

Esta é uma reclamação comum, e que tem raízes na inabilidade e no despreparo dos estudantes para trabalharem em equipe. Contudo, este é um problema que não irá terminar na universidade: você encontrará as mesmas questões no ambiente de trabalho no "mundo real".

A primeira questão a se refletir é que conflitos e discussões não devem ser encarados como problemas. É fundamental que as diferenças de visão e de posicionamento sejam entendidas como algo positivo para a melhoria de um projeto. Conflito e discussão são ótimos sinais de que o resto do mundo não pensa como a gente, e que nosso projeto não deve ser resultado de nossa propria opinião ou de nossa própria visão de mundo. Para sanar cada questão em disputa são necessários testes e validação. Não é a convicção de alguem, mas a demonstração empírica, com base em evidências reais, que deixará claro qual é o caminho melhor, ou viável, para o desenvolvimento do projeto. Se você não está sendo ouvido, realize testes e traga evidências do caminho que propõe; mas esteja aberto a reconhecer que pode estar equivocado quando/se as evidências sugerirem isso.
A opinião de qualquer um dos integrantes da equipe é irrelevante em relação às decisões que devem ser tomadas em um projeto. Se suas contribuições forem infundadas, ou opinativas, é até bom sinal que você não esteja sendo ouvido. Se for este o caso, mude sua postura em relação a como contribuir com o trabalho.

Contudo, se for a situação oposta: suas contribuições têm sido baseadas em hipóteses testadas, em evidências e validações que a equipe insiste em ignorar em detrimento a propostas baseadas em preconceitos e opiniões particulares, talvez o melhor mesmo seja mudar de grupo, pois este projeto não conseguirá se desenvolver.

universidade
federal de pernambuco
instituto de educação
para inovação