Estratégia de Inovação Quest #5 Definição de uma abordagem estrtégica para entregar os valores únicos do projeto em desenvolvimento

MVP (Minimal Viable Product) é a definição dos elementos, funções, características e recursos mínimos para que um produto possa efetivamente ser lançado no mercado. No MVP devem estar presentes os aspectos essenciais para que os valores definidos para o projeto possam ser enrgregues ao usuário/consumidor no menor prazo e com o menor esforço possível. Ele é o caminho mais curto para que uma idéia/solução seja viabilizada e seja desenvolvida de maneira sustentável.

A curva de valor é parte do conceito de Blue Ocean Strategy, uma forma de estabelecer uma estratégia de inovação com a comparação entre os produtos concorrentes e o produto sendo desenvolvido sobre os valores que entregam. Através da curva de valor é possível entender qual deve ser o foco inovador do produto em desenvolvimento, de forma que seja possível criar um produto/serviço mais simples e enxuto, e ao mesmo tempo mais eficaz em entregar os valores desejáveis pelo usuário/consumidor.


Questões

1. Do que se trata a solução? Um aplicativo? Um produto físico? Um website? Um serviço?
Ex: um produto (headphone).

2. Quais as funcionalidades essenciais da sua solução? O que é minimamente necessário para entregar os valores propostos?
Ex: áudio por condução óssea, gps e computação embarcada.

3. O seu usuário aprova a ideia? Há alguma evidência de que isso faz sentido para ele?
Ex: sim, fizemos experimentos utilizando algumas gambiarras para simular o funcionamento do artefato proposto, e os usuários que o experimentaram ficaram muito animados.

4. Qual é a sua estratégia? Como o projeto se posiciona frente aos valores entregues pelos concorrentes?


Modelo de apresentação da Quest #5
goo.gl/XpT013L

Materiais de aula


Blue ocean strategy

Explicação sobre o que é blue ocean strategy


Geração e seleção de alternativas

Técnicas para geração e seleção de alternativas (criatividade)

Perguntas Frequentes

Me sinto muito perdido na minha equipe... Há colegas sobrecarregados, e outros que não estão fazendo nada. O que cada aluno deve fazer no trabalho?

Se você está se sentindo um pouco perdido, é porque um dos desafios de Projetão é trabalhar em equipes grandes que precisam se auto-gerenciar; ninguém irá gerenciar a equipe externamente, e nenhum professor irá lhe dizer o que, quando ou como fazer alguma coisa necessária no projeto do seu grupo. Existe um motivo para isso: no "mundo real" as coisas são assim, e saber lidar com o trabalho desta forma é uma competência que precisa ser aprendida (isso não é uma coisa que acontece naturalmente e sem esforço). Projetão é a oportunidade de aprender a lidar com isso, e este aprendizando não se encerra aqui, pois saber trabalhar com outras pessoas (especialmente, com pessoas que pensam de forma diferente) será sempre um desafio.
Duas questões são essenciais para que as pessoas não fiquem perdidas:
1. Para que cada um possa trabalhar com autonomia, precisam ficar claros os papeis e responsabilidades: quem é o gerente de projeto da equipe? quem é o gerente de tecnologia? quem é responsável pela comunicação e apresentação? quem é responsável pelo relacionamento com os usuários e a comunidade de testes?
2. A colaboração precisa ser ativa: ainda que você não entenda, por exemplo, de design, você pode ajudar e construí-lo. Ninguém é um profundo especialista em nada em uma Startup, e todos se ajudam. Mantenha uma atitude aberta e diposta, mas não fique esperando que alguém lhe diga o que fazer. Se algo não esta sendo feito, vá lá e faça você mesmo; na pior hipótese, outros irão melhorar aquilo que você já começou.

A equipe demora muito para se alinhar, e demora para tomar decisões importantes. Como resolvo isso?

Trabalhar em equipe não é um processo fácil, e no "mundo real" pode ser ainda mais duro, principalmente porque as equipes podem ser formadas por pessoas vivendo em lugares diferentes, com fusos horários diferentes, e falando línguas diferentes. Se sua equipe demora para tomar decisões e para resolver questões, há evidências de uma dificuldade de entrosamento e sinergia no processo de trabalho. Isso é sempre dificultado quando as pessoas não se sentem na "mesma página", em decorrência de estarem dando atenção à coisas diferentes naquele mesmo instante. A melhor forma de melhorar estas questões é encontrar um horário onde todos estarão concentrados na mesma coisa, de preferência, no mesmo lugar (presencialmente). Ainda que as tecnologias nos ajudem muito para que o trabalho possa ser distribuído e para que cada um o desenvolva no seu tempo e no seu canto, estar junto fisicamente e discutir as questões presencialmente costumam fazer as coisas andarem.

universidade
federal de pernambuco
instituto de educação
para inovação