Plano de Projeto Quest #8 Organização do processo de produção do projeto, dos papeis de cada envolvido, das metas e cronograma de desenvolvimento

O plano de projeto consiste nos preparativos e na formação de uma visão panorâmica do processo de execução / implementação da solução definida. Neste momento é vital estimar prazos e organziar todo o processo produtivo para que o produto final esteja pronto até a apresentação no Demoday, e elaborar de que maneira a equipe conseguirá estimular uma base de usuários afoitos (early adopters) para que a solução esteja efetivamente em funcionamento e atendendo adequadamente a demanda apresentada por eles.

1. Quem são as lideranças da equipe?
Ex: João é o líder de projeto; Ricardo é o líder de tecnologia/implementação; Joana é a líder de experiência e usabilidade

2. Quais sãos as (sub)equipes e os responsáveis delas?
Ex: Pedro e Manuel (engenharia da computação) estão trabalhando em resolver a hardware da solução; Rafaela (ciência da computação) e Ricardo (líder de tecnologia) estão desenvolvendo o backend da solução, enquanto Joana (líder de experiência) Leonardo (design) estão desenvolvendo todo o material promocional

3. Quais são as atividades previstas para a implementação do MVP?
Ex: finalização do circuito e dos acessórios na matriz de hardware;
Modelar a base de dados de usuários;
Definir critérios para seleção de palylists
Construção dos algoritmos e funções de automação
[...etc...]

4. Quais são os prazos estimados para suas conclusões, e quais as atividades mais críticas?
Estimamos a finalização do hardware em 2 semanas e a construção do backend em 1 semana. Estas são as atividades críticas; o material promocional e divulgação iniciam em 3 semanas e o produto entrará em operação em 1 mês

5. Quem é a base de testes (grupo de usuários afoitos) com quem a equipe iniciará a operação da solução?
Um grupo de esportistas amadores que freqüentam o Parque da Jaqueira para a prática esportiva 3 vezes por semana


Modelo de apresentação da Quest #8
goo.gl/XpT013L

Perguntas Frequentes

Como sabemos se o projeto está muito simples para vocês, ou muito grande para ser desenvolvido por nós?

Primeiro, não faça "penduricalhos", isto é, não perca seu tempo com ajustes "cosméticos" e que não são essenciais para entregar um valor relevante como solução. Você deve se concentrar apenas naquilo que contribui realmente para solucionar a problema de seu usuário.
Também não há um trabalho simples demais; o que você irá entregar é um MVP, e portanto, um artefato funcionando plenamente que contém apenas aquilo que é relevante para quem usará a solução.

Me sinto muito perdido na minha equipe... Há colegas sobrecarregados, e outros que não estão fazendo nada. O que cada aluno deve fazer no trabalho?

Se você está se sentindo um pouco perdido, é porque um dos desafios de Projetão é trabalhar em equipes grandes que precisam se auto-gerenciar; ninguém irá gerenciar a equipe externamente, e nenhum professor irá lhe dizer o que, quando ou como fazer alguma coisa necessária no projeto do seu grupo. Existe um motivo para isso: no "mundo real" as coisas são assim, e saber lidar com o trabalho desta forma é uma competência que precisa ser aprendida (isso não é uma coisa que acontece naturalmente e sem esforço). Projetão é a oportunidade de aprender a lidar com isso, e este aprendizando não se encerra aqui, pois saber trabalhar com outras pessoas (especialmente, com pessoas que pensam de forma diferente) será sempre um desafio.
Duas questões são essenciais para que as pessoas não fiquem perdidas:
1. Para que cada um possa trabalhar com autonomia, precisam ficar claros os papeis e responsabilidades: quem é o gerente de projeto da equipe? quem é o gerente de tecnologia? quem é responsável pela comunicação e apresentação? quem é responsável pelo relacionamento com os usuários e a comunidade de testes?
2. A colaboração precisa ser ativa: ainda que você não entenda, por exemplo, de design, você pode ajudar e construí-lo. Ninguém é um profundo especialista em nada em uma Startup, e todos se ajudam. Mantenha uma atitude aberta e diposta, mas não fique esperando que alguém lhe diga o que fazer. Se algo não esta sendo feito, vá lá e faça você mesmo; na pior hipótese, outros irão melhorar aquilo que você já começou.

O gerente da minha equipe não sabe gerenciar, e estamos tendo problemas por conta disso. O que devo fazer?

Entenda, primeiramente, que ninguém, em nenhuma equipe, sabe. Todos estão aprendendo e tentando desenvolver suas habilidades, sejam elas as habilidades gerenciais, sejam as técnicas, ou quaisquer outras competências colocadas em jogo no projeto. Compreendido isso, há, claro, pessoas que tem maior e menor facilidade para desempenhar papeis gerenciais e conduzir bem a equipe, e você encontrará esta situação em todos os lugares, mesmo em grandes empresas. A primeira questão a ser vista é: o gerente de projeto quer desempenhar este papel, ou está desempenhando este papel porque ninguém na equipe se dispôs a isso? Se ele não quer desempenhar este papel, é o momento de que outra pessoa assuma esta responsabilidade; A segunda pergunta importante é: o gerente não está ouvindo a equipe e não está tentando ajudar as pessoas a resolverem os problemas do projeto, ou ele não está fazendo aquilo que você, em particular, gostaria? O papel do gerente não é fazer o que cada um quer, mas sim, tentar encontrar uma forma para que o projeto ande em uma direção, mesmo quando cada parte quer ir para uma direção diferente; Por fim, o que o gerente está tentando fazer para melhorar sua atuação como gerente? Ele não nasceu sabendo gerenciar, e está em um processo de aprendizado; ainda que os resultados demorem a aparecer, há, da parte dele, algum esforço para aprender e melhorar a forma como gerencia a equipe? Se sim, ainda que não seja com os resultados ideais e desejáveis, as coisas estão andando conforme deveriam.

universidade
federal de pernambuco
instituto de educação
para inovação