Ecossistema do Recife Porto Digital, UFPE, Mangez.al, e mais O que é o ecossistema de inovação do Recife, que deu origem à metodologia Projetão

A metodologia Projetão de inovação surgiu em Recife, na Universidade Federal de Pernambuco. Mas isso não aconteceu por acaso: é em função do parque de inovação tecnológica e de economia criavia instalado na cidade, o Porto Digital, que muito do que temos hoje em inovação se desenvolvou nela.

Os ecossistemas de inovação, constituídos pelas iniciativas do setor privado, do setor público, das universidades e das startups e novos negócios, funcionam como uma rede de proteção e suporte para alimentar as práticas inovadoras de todos, e para torná-las parte inerente (quase naturalizada) da forma como agem e se inserem na sociedade.

O ecossistema de inovação do Recife têm um papel de destaque no enraizamento da inovação no próprio DNA das startups pernambucanas. Seu papel é tão forte e organizado que parece necessário, aqui, elencar as diversas formas como ele se manifesta e se faz presente, com o intuito de estimular e inspirar os demais ecossistemas em se fortalecerem, como ocorreu no lugar de gênese de Projetão:


Porto Digital é um dos principais parques tecnológicos e ambientes de inovação do Brasil, oriundo de uma parceria entre a iniciativa privada, o governo, e a Universidade Federal de Pernambuco. Ele abriga cerca de 300 empresas e instituições dos setores de tecnologia de informação e economia criativa, e conta com três incubadoras, duas aceleradoras de negócios e seis institutos de pesquisa de desenvolvimento, além de gerenciar o próprio bairro do Recife, cuja revitalização é uma de suas responsabilidades.

É no Porto Digital que os novos negócios e empresas embrionárias são acolhidas para amadurecerem e assim proverem resultados para a sociedade.


Porto Mídia é o braço do Porto Digital na economia criativa, que visa transformar Recife no principal polo de suporte tecnológico voltado para apoiar a estruturação das cadeias de negócio sustentáveis nas áreas de games, cine-video-animação, multimídia, design, fotografia e música.


UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) é uma das responsáveis pela fundação do Porto Digital, e o centro de pesquisa e desenvolvimento que produz o conhecimento tecnológico e científico alimentando o parque de inovação. Ela é também o local onde toda a metodologia Projetão de inovação foi criada, que tem ajudado os futuros profissionais a atenderem a demanda por inovação não só regional, mas nacional.

Na UFPE ensinamos os futuros profissionais a trabalharem com a metodologia Projetão, e isso os ajuda a desenvolverem projetos que se qualificam nos programas de aceleração e incubação oferecidos em outras esferas do ecossistema, para que futuramente se tornem novas Startups e novos negócios, possivelmente instalados no próprio Porto Digital.


Manguez.al é a comunidade de startups do Recife, que tem como objetivo promover discussões de alto nível, eventos, e uma programação educacional para atender às necessidades de empreendedores de alto potencial, dar visibilidade as startups da região apresentando-as à investidores anjos e fundos de capital de risco, e estimular o intercâmbio entre elas e outras startups ao redor do mundo.


Mangue.bit é a Conferência de Startups do Nordeste, evento destinado a movimentar o ecossistema de startups da região, organizado pelo Manguez.al.


REC'n'Play é um festival que ocupa o Bairro do Recife com diversas atividades envolvendo cultura, tecnologia, conhecimento e criatividade, ou, nos termos como tem sido reconhecido: o "carnaval do conhecimento". Nas trilhas do próprio Porto Digital, responsável pela revitalização e gestão do bairro, o festival envolve as questões de economia criativa, tecnologia e cidades inteligentes, com atividades como workshops, shows, palestras, e diversos Pitchs de novos negócios, que vêm instituindo o próprio festival como um hub de startups e inovação, onde empreendimentos criativos apresentam seus cases, passam por rodadas de negócios, apresentam painéis e articulam inúmeras possibildiades para seu crescimento e desenvolvimento. O REC'n'Play é comparável ao festival SXSW, internacionalmente conhecido, que acontece em Austin (Texas), nos Estados Unidos.


Programas de aceleração e incubação

O ecossistema de empreendedorismo do Recife também possui algumas opções para nutrir e desenvolver novos negócios/Startups. Estes programas são oferecidos tanto pelo Porto Digital quanto pela UFPE:


Porto DigitalUFPE
AceleraçãoMind the BizzSandPit
IncubaçãoIncubadora do Porto Digital

Incubadora do Porto Social
Programa de Incubação e Formação de Startups da Diretoria de Inovação (Positiva)

Programa Centelha (CNPq, Finep + MCTIC)


Os programas, que variam de 6 meses à 2 anos, estimulam o desenvolvimento das Startups, e criam as condições necessárias para que os novos negócios e a inovação encontrem um terreno fértil para se instalarem.

Dos projetos de inovação desenvolvidos com a metodologia Projetão, já foram:

3 projetos encaminhados ao SandPit;
2 projetos encaminhados ao Mind The Bizz;
3 projetos encaminhados ao Porto Digital;
1 projetos encaminhados ao Porto Social.

Ao total, 34 estudantes foram diretamente impactados pela formação empreendedora.

Estes são os projetos que tiveram continuidade nos programas:

Lovecrypto
2020.1
Porto Digital 2019.2

Edmilson Rodrigues

Lucas Zacarias

Ailson da Cruz

Reorgano
2019.1
Mind The Bizz 2019.2

Matias Maranhão

Rodrigo Ferreira

Jabson Oliveira

Igor Arruda

Lucas Araújo

GuardAqui
2018.2
Mind The Bizz 2019.1
Porto Digital 2019.2

Emmanuel Carreira

Lucas Cilento

Victor Martins

João Vitor

Luiz Felipe

Sérgio Victor

Eduardo Firme

Gabriel Henrique

Mariana Medeiros

Lucas Zacarias

Museum Mystery
2018.2
SandPit 2019.1

Iara Maçaira

Ana Beatriz Coutinho

Bruno Luiz

Matheus Alencar

Prepi
2017.1
SandPit 2017.2

Bruno Filho

Mateus Nunes

Ramon Pereira

João Vicente

Matheus La Rocque

Biciflow
2016.2
SandPit 2019.1
Porto Social 2020.2

Igor Matos

Luís Henrique Delgado

João Paulo Luna

InLoco
2011.1
Porto Digital 2011.1

André Ferraz

Alan Gomes

Denyson Messias

Lucas Queiroz


Este contexto movimentado de atividades, eventos e instituições, permite que a rede de inovação permaneça sendo constantemente estimulada e incentivada a propor novas soluções, a crescer e se transformar.

Palestras


Ecossistemas de inovação

Papel dos ecossistemas de inovação para impulsionar negócios


Panorama e novos negócios envolvendo e-sports

Palestra de Chandy Teixeira e Gustavo Freudenfeld


A expansão da InLoco para o mercado americano

Palestra do CEO da InLoco, André Ferraz

universidade
federal de pernambuco
instituto de educação
para inovação