Por que cursar Projetão? Aprenda inovação de forma inovadora Entenda um pouco melhor o que é a experiência de um curso de Projetão

Por que, ou para quê, fazer Projetão?

Projetão não é uma disciplina convencional! Ela foi criada para aproximar os alunos do mercado de trabalho, e daquilo que, efetivamente, é feito dentro de uma startup ou de uma iniciativa tentando criar inovação.


Quais os resultados na sua formação?


Competências que serão ensinadas

Em projetão serão trabalhadas todas as 10 competências indispensáveis para a atuação profissional à partir de 2020, identificadas no relatório "Future of Jobs" do World Economic Forum.

1 Solução de problemas complexos

2 Pensamento crítico

3 Criatividade

4 Gerenciamento de pessoas

5 Sinergia e coordenação com outros

6 Inteligência emocional

7 Juízo e tomada de decisão

8 Orientação à serviços

9 Negociação

10 Flexibilidade cognitiva

A grande maioria das disciplinas oferecidas nos cursos universitários, infelizmente, trabalham apenas poucas, ou nenhuma, destas competências.


Conteúdo das aulas

As aulas de Projetão são 100% práticas. As aulas serão, do começo ao fim do semestre, o desenvolvimento de um projeto guiado pela metodologia de inovação desenvolvida na UFPE desde 2002.

O formato adotado nas aulas é completamente diferente daquilo que normalmente acontece em uma faculdade: você não encontrará um professor apresentando e explicando conteúdos, solicitando leituras e trabalhos escritos, aplicando provas, e muito menos um professor esperando que você saiba qual é a resposta certa para uma pergunta ou problema.

Você encontrará um grupo grande e heterogêneo de professores que sequer concordam entre si, e que tentarão lhe mostrar que ninguém entende mais do seu projeto do que sua própria equipe. O trabalho destes profissionais será ensiná-lo a buscar as respostas que ninguém, nem mesmo eles, conhecem, pois, conforme pontua o professor Silvio Meira: "a inovação é a execução imperfeita do desconhecido".


Uma jornada onde não há certo ou errado

O aprendizado sobre como trabalhar em cima de projetos (sejam eles de inovação, ou não) só se desenvolve à partir dos erros cometidos ao longo do caminho. Só se aprende errando, e, em Projetão, errar e identificar o que está errado é mais importante do que acertar; e sempre conduz a uma solução melhor do que ela era antes.

Nas aulas de Projetão discutimos os projetos junto com os alunos ao invés de dizer como eles deveriam ter sido feitos, pois não há projeto certo, ou projeto errado; há projeto que evolui continuamente para algo melhor, e projeto que fica estagnado e abandonado por seus usuários.

Um projeto é um processo longo, e não uma resposta definitiva; e com as mudanças que a inovação produz, a resposta que hoje é acertada, amanhã deixa de fazer sentido. Este é o contexto que vivemos hoje, e é necessário aprender como lidar com ele para a criação de novos produtos e novas soluções.


O que eu preciso saber, ou ter estudado, para fazer Projetão?

Projetão não exige conhecimentos prévios ou depende de outras disciplinas cursadas previamente. Você usará toda a sua experiência e tudo aquilo que você já aprendeu antes, seja muito ou pouco.

O que Projetão exige, assim como todo novo ambiente de trabalho, é: sua vontade de colaborar com outros em um projeto; sua disposição em buscar conhecimento e tentar solucionar os problemas ainda que de forma imperfeita (com aquilo que você tem à disposição, ou conhece, mesmo que não sejam a forma ideal); e uma mente aberta para pensar, atuar, e estudar, de maneiras pouco convencionais.


Quer saber mais?

universidade
federal de pernambuco
instituto de educação
para inovação